El Quemao – O risco da perfeição

As Ilhas Canárias são o destino principal dos europeus durante o inverno. Elas são conhecidas como Hawaii europeu, tanto por suas poderosas ondas como por seu localismo.

O arquipélago é formado por sete ilhas. A mais conhecida mundialmente é a ilha de Lanzarote, que de uns anos para cá integra o calendário do circuito WQS, com uma prova de nível 6 estrelas.

Muito parecida com a ilha de Oahu por suas ondas, em poucos quilômetros é possível surfar diferentes estilos de ondas. El Quemao é a mais famosa delas.

Muitas vezes comparada a Pipeline por seus tubos cavernosos e às vezes até mais perigosa por não ter uma saída limpa de praia, aqui se levar na cabeça terá que sair chutando pedra.

Este é o verdadeiro desafio dos surfistas canários e europeus, que a cada inverno vêm passar uns dias pelas ilhas para escapar do intenso frio e enfrentar o “Pipe Canário”.

Alguns brasileiros resolveram criar sua bases em Lanzarote, como no caso do surfista franco-brasileiro Eric Rebiere, que comprou uma casa no pico e não perde nenhum inverno. Ele já pegou a manha da onda e virou um expert nos tubos quadrados, ganhando respeito dos surfistas locais.

Outro que também resolveu mudar-se para lá foi o carioca Gilmar, que mora de frente para a onda e não perde nenhum dia. A galera do tour quando vem pro WQS sempre fica na casa dele. Outro brasileiro que também vive por aqui é o paulista Mateus. Eu mesmo também já morei durante vários anos nesta ilha.

Outros brasileiros menos famosos também já passaram por aqui e todos provaram o sabor de uma das melhores ondas das ilhas Canárias e do mundo.

Outros famosos surfistas que já passaram longas temporadas em Lanzarote foram os australianos Rob Page, Gary Elkerton e Tom Carroll, além do americano Tom Curren. Todos na busca dos famosos tubos do Pipe Canário.

Nunca vou me esquecer da vez que um jovem surfista de apenas 16 anos chamado Dane Reynolds veio para cá tirar umas fotos. Ele deu um show de tubos no Quemao, parecia até um local, tamanha a facilidade de entubar-se.

O espanhol Aritz Aranburu, que hoje faz parte da elite do surf mundial, também desde pequeno vem para esta ilha treinar.

Este ano, no dia 1 de janeiro, El Quemao cobrou sua primeira vítima fatal. Um dos surfistas canários mais queridos, David Infante, mais conhecido como El Fula fez um drop atrasado e foi de cabeça contra as pedras. Morreu no ato. Um choque muito grande para toda a comunidade canária e internacional.

Aqui fica o recado: o mar é um jogo, mas temos que estar preparados para as conseqüências ao surfar ondas de enorme risco.

Visual surreal do expresso de El Quemao em meio à cidade.

Visual surreal do expresso de El Quemao em meio à cidade.

Eric Rebiere revela-se um grande conhecedor dos segredos canários.

Eric Rebiere revela-se um grande conhecedor dos segredos canários.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: