Jihad tenta reação

Depois de perder na estreia com uma interferência, o paranaense Jihad Khodr luta para reagir no Quiksilver Pro 2009, etapa de abertura do World Tour 2009.

Na repescagem, Jihad enfrenta o norte-americano Tim Reyes. Nesta quarta-feira, mesmo com o mar repleto de caravelas e com ondas muito pequenas e deformadas pelo vento Nordeste, o surfista fez duas sessões de free surf no beach break de Duranbah.

“Quero muito reagir e estou aqui treinando para isso, mesmo num mar muito ruim. Vou com tudo na repescagem, estou mordido com essa derrota na primeira fase”, revela Jihad.

Na estreia, o paranaense até fez uma boa atuação nas difíceis condições do mar em “Dbah”, arrancando aplausos da plateia com dois aéreos bem altos de frontside.

Porém, uma interferência no experiente e competitivo australiano Kieren Perrow deixou o brasileiro em situação complicada.

“Achei que poderia ter vencido a bateria se não fosse a interferência. Conversei com os juízes e eles disseram que deram apenas 6 e tanto na onda do aéreo mais alto porque não iria mudar nada na bateria, já que eu tinha uma interferência e o Kieren ampliou a vantagem depois de somar um 6 e alguma coisa”, comenta o atleta.

Mesmo com a interferência, o surfista revelado em Matinhos ficou em segundo lugar na bateria, seguido pelo sul-africano David Weare, que também caiu para a repescagem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: