Gold Coast – Paraiso de Direitas

Depois de um período adormecido e diante de especulações de que as ondas não seriam mais como antes, o Superbanks, palco tradicional da etapa de abertura do World Tour, situado em um dos pontos mais visitados do Tour, finalmente acordou.

Snapper Rocks é uma das jóias da Gold Coast

Snapper Rocks é uma das jóias da Gold Coast

Embora não tenha quebrado com tanta qualidade como a fama que tem, o pico mostrou que ainda possui uma das ondas mais desejadas e manobráveis do mundo.

Surfistas e a comunidade local andam de mãos dadas, chega a ser engraçado presenciar um carteiro e o dono de uma banca de revistas discutindo sobre “interferência”.

É o lugar em que existe o maior índice de surfistas residentes por metro quadrado do planeta e onde se encontram alguns dos melhores point breaks e beach breaks conhecidos pelo homem.

Fotos de picos como Snapper Rocks, Greenmount, Kirra, Burleigh Heads e Duranbah vêm estampando revistas de surfe bem antes que qualquer surfista da nova geração imagine.

Cena do crowd em Snapper

Cena do crowd em Snapper

Na Gold, os surfistas são tão envolvidos com a comunidade que o estado e seus governantes decidiram criar o “Sand By Pass”, sistema que bomba uma vasta quantidade de areia dos lençóis do Rio Tweed direto para as praias de Queensland, aconselhado pelos veteranos surfistas locais Rabbit Bartholomew e Bruce Lee.

O resultado desta experiência tem sido a formação de um banco

Baiano André Teixeira aproveita swell em Burleigh Heads. Foto: Ana Paula Gátis.

gigantesco de areia que transformou a costa em provavelmente a bancada mais longa e perfeita de direitas do Pacífico.

Depois de implantado o sistema em 2001, uma coletânea de histórias sobre tubos de 18 segundos e dois quilômetros de onda percorridas viraram uma constante na região.

Line Up de Kirra

Line Up de Kirra

Neste primeiro swell, as direitas longas que formam seções tubulares de sonhos surgiram ainda meio tímidas e longe da perfeição que deu nome à bancada.

Também foi bem estranho ver o crowd na guerra pelo posicionamento atrás da pedra mais intensificado, criando momentos de risco devido à ausência da correnteza, que normalmente dá uma revezada na galera no outside, causando alguns “congestionamentos infelizes e colisões perigosas”.

Ao que tudo indica, se os ventos ajudarem e a bancada permitir, 2009 pode ser um ótimo ano para presentear os surfistas locais e visitantes com uma ótima temporada de ondas.

De metade de janeiro a meados de maio entra a época mais propícia para que ocorram os ciclones extratropicais, fenômeno muito bem vindo – apesar do nome. Água morna e tubos com paredes e seções intermináveis fazem a cabeça de quem se diverte nas valas azuis e “calientes” da costa dourada australiana.

Snappers por cima

Snappers por cima

Sem dúvida este é um país que tem o surfe como um dos esportes mais populares; seria proporcional ao Brasil em relação ao futebol. É muito fácil encontrar famílias inteiras na água – vovôs, netos, casais, etc., todos compartilham da mesma paixão. Pegar onda e apreciar o próprio estilo de vida faz com que esse povo se torne muito atraente para os praticantes do esporte.

O Roxy Pro abre a temporada do World Tour 2009 nas ondas de Snapper Rocks entre os dias 28 de fevereiro e 11 de março. Muita ação e informações vão rolar juntos com os boletins diários no Waves. Aguardem.

Mapa dos Picos na Gold Coast

Mapa dos Picos na Gold Coast

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: